[PODCAST] Paradoxo de Abilene

Comportamento Podcast

 

 

“Paradoxo de Abilene” foi o termo cunhado por Jerry B. Harvey, especialista em gestão e professor na George Washington University, em 1974, para descrever uma situação cotidiana para a maioria das pessoas, porém, situação esta a qual só trazia prejuízos aos envolvidos.

Resumidamente, Paradoxo de Abilene diz respeito á aquela situação onde membros de um grupo, em muitos casos a maioria e até mesmo o líder do grupo, se sentem indiretamente obrigados a concordar com uma ação ou decisão, por crer que esta é a vontade do grupo, ou ao menos, que esta atitude é a correta aos olhos do grupo.

Desta forma, em busca de aprovação ou mesmo temendo alguma censura ou repressão, este membro acaba agindo de forma a contrariar suas vontades ou convicções, apenas para evitar um possível confronto ou ruptura.”

 

Clique no player abaixo e ouça o podcast sobre o Paradoxo de Abilene:


 

 


Em dezembro de 2023, a plataforma de vídeos Rumble anunciou que iria desativar seu funcionamento no Brasil. A decisão foi tomada por discordâncias com as exigências da Juristocracia brasileira.
Fure o bloqueio da ditadura brasileira e assista ao vídeo por meio de VPN GRÁTIS
Como usar o Proton VPN Grátis: Em celular, em PC.

Disclaimer: Este site apresenta notícias, opiniões e vídeos de diversas fontes. As opiniões expressas nos artigos são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não refletem necessariamente as opiniões do site ou de seus editores.  
 
O site não se responsabiliza pela precisão ou veracidade das informações contidas nos artigos. É responsabilidade do leitor avaliar criticamente as informações apresentadas e consultar outras fontes para verificar sua precisão.  
 
O site pode conter links para sites externos. O site não endossa ou se responsabiliza pelo conteúdo desses sites externos.  
 
Ao utilizar este site, você concorda com os termos deste Disclaimer. Se você não concordar com estes termos, por favor, não utilize este site. Saiba mais sobre o BB-Blogueiros do Brasil CLICANDO AQUI.
   

Deixe um comentário