Marco Feliciano – Racista , homofóbico e CORRUPTO

Notícias

 

 

Segundo o jornal Correio Braziliense, Matheus Bauer Paparelli é um funcionário fantasma contratado pelo deputado federal Marco Feliciano em novembro do ano passado. Ele recebe R$ 3.005,39 mensais e deveria atuar como secretário parlamentar. Mas o jovem formado em direito dá expediente em um escritório de advocacia a 1.170km do Congresso.

O escritório Fávaro e Oliveira , onde efetivamente trabalha o supracitado fantasmagórico ser , estranhamente recebeu R$ 35 mil da Câmara entre setembro de 2011 e setembro de 2012, por meio de repasses da cota parlamentar de Marco Feliciano.

O jovem fantasma é neto do chefe de gabinete de Feliciano, Talma Bauer , policial civil , pastor e ex candidato a vereador de Guarulhos e que , desinteressadamente(?) , doou recursos para a campanha do pastor Marco Feliciano. Depois da eleição, ele assumiu cargo no gabinete, assim como sua filha, Cinthia Brenand Bauer , que também doou recursos e depois foi nomeada como assessora. Há outras duas pessoas que são parentes de Talma Bauer contratadas pelo gabinete de Marco Feliciano.

Mais detalhes aqui >>> Correio Braziliense

 

Update :

“A reportagem gravou uma conversa em que Matheus confirma que trabalha mesmo no escritório de advocacia” …. e , ao mesmo tempo, é fácil verificar que ele deveria estar trabalhando na Câmera do Deputados consultando esta página : http://www2.camara.leg.br/transpnet/consulta


Em dezembro de 2023, a plataforma de vídeos Rumble anunciou que iria desativar seu funcionamento no Brasil. A decisão foi tomada por discordâncias com as exigências da Juristocracia brasileira.
Fure o bloqueio da ditadura brasileira e assista ao vídeo por meio de VPN GRÁTIS
Como usar o Proton VPN Grátis: Em celular, em PC.

Disclaimer: Este site apresenta notícias, opiniões e vídeos de diversas fontes. As opiniões expressas nos artigos são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não refletem necessariamente as opiniões do site ou de seus editores. SAIBA MAIS CLICANDO AQUI.
   

Deixe um comentário