João Doria nunca foi empresário, mas lobista, afirma ex-amigo

notícias

 

Os advogados de João Doria entraram com uma ação em 2016 solicitando que a Justiça Eleitoral retirasse do ar páginas em redes sociais de um desafeto pessoal do tucano, o consultor de vinhos Elídio Lopes, sob a alegação de que ele fazia postagens ofensivas. Lopes escrevia em suas páginas, por exemplo, que Doria não era empresário, mas lobista.

A defesa do tucano fez a reclamação com pedido de liminar, buscando sua aplicação imediata, mas em duas decisões o juiz responsável, Danilo Barioni, negou as solicitações do tucano. “Não vislumbro com a clareza imaginada pelo representante [Doria] o conteúdo difamatório, criminoso”, escreveu o juiz.

“[Apenas a] exteriorização de pensamento de cidadão em páginas pessoais de redes sociais, de forma crítica e incisiva e com termos fortes, sem dúvida, mas que não parece extrapolar os limites constitucionalmente admitidos”, concluiu.

Lopes apresentava um programa sobre vinhos em um canal de TV e viveu, na época, um imbróglio com Doria, de quem diz ter sido muito próximo por mais de 20 anos. Ele dizia que Doria devia a ele o pagamento de US$ 84 mil por vinhos que ficaram armazenados na adega do tucano e que não foram devolvidos após solicitação.

“Eu não vou parar de postar. Não me sentiria bem de, depois de um ano indo para a rua, protestando para tirar o [Eduardo] Cunha, ficar calado e recuar sobre esse assunto”, afirmou Lopes.

Doria, por sua vez, alegou que era Lopes quem devevia R$ 43 mil a ele, mas não informa o motivo. Com o impasse, Lopes passou a fazer uma série de posts críticos a Doria em suas redes sociais. Além disso, ele postou uma série de fotos do tucano com personalidades petistas, como o ex-ministro da Casa Civil Jaques Wagner e a ex-presidente Dilma Rousseff.

“O João Doria não é administrador de sucesso como afirma. Não é empresário de sucesso também como afirma. João Doria Júnior apresenta empresários e executivos de multinacionais para prefeitos, governadores, deputados (…). Então, ele é um rico lobista de sucesso”, escreveu Lopes em sua página. Abaixo da mensagem, aparecia uma foto do tucano sorridente ao lado da ex-presidente Dilma.

Na ação judicial, a defesa de Doria afirma que Lopes usava as redes “ostensivamente para denegrir e humilhar o candidato” por meio de “imagens, textos e vídeos”.

 

Texto de DANIELA LIMA, da Folha de São Paulo

 

( FONTE )


Em dezembro de 2023, a plataforma de vídeos Rumble anunciou que iria desativar seu funcionamento no Brasil. A decisão foi tomada por discordâncias com as exigências da Juristocracia brasileira.
Fure o bloqueio da ditadura brasileira e assista ao vídeo por meio de VPN GRÁTIS
Como usar o Proton VPN Grátis: Em celular, em PC.

Disclaimer: Este site apresenta notícias, opiniões e vídeos de diversas fontes. As opiniões expressas nos artigos são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não refletem necessariamente as opiniões do site ou de seus editores.  
 
O site não se responsabiliza pela precisão ou veracidade das informações contidas nos artigos. É responsabilidade do leitor avaliar criticamente as informações apresentadas e consultar outras fontes para verificar sua precisão.  
 
O site pode conter links para sites externos. O site não endossa ou se responsabiliza pelo conteúdo desses sites externos.  
 
Ao utilizar este site, você concorda com os termos deste Disclaimer. Se você não concordar com estes termos, por favor, não utilize este site. Saiba mais sobre o BB-Blogueiros do Brasil CLICANDO AQUI.
   

Deixe um comentário